Patrocínios

Sponsors

Contrução Civil - Obras Públicas

Especialistas
Domínios - Web - Alojamentos

Últimas - Novidades

Latest - New releases

Notícias

Xeques Tranquilos 2017

Interno GX Porto 2017

Campeões Mundiais - II Serie

Fernando Oliveira, visita o Grupo

Nacional da 1ª Divisão - Pódium para o Grupo

Memórias

Cavaleiros, cavalos, livro, pinha e parafusos…

Memória de um sábado

Medalhas com Arte

Jacinto Alvez "O Amizade"

Símbolo Original

N.X.C.

Portugal vs Suécia - Xadrez Postal

António Silva GM

Cleto e Silva no Europeu de Selecções

Campeão Nacional Absoluto

GX Porto na Champion’s League

Parcerias

Partnerships




Memórias - Página : 1 de 3

Memories

Anterior -
1 2 3 
- Próxima
Cavaleiros, cavalos, livro, pinha e parafusos…

No final da década de cinquenta ou início dos anos sessenta, era possível observar um equídeo castanho, luxuosamente brilhante, montado por Cavaleiro vestido com fato nobre, onde nem faltava os apropriados mas luxuosos chapéu e arreios, a passearem pelas ruas centrais da cidade do Porto.
O cavalo num passo bailado levantava geometricamente as patas fazendo a minha delícia da adolescência.
Era vulgar vê-los em Sta Catarina ou na avenida dos Aliados, no meio do transito, então muito mais denso que hoje mercê do baixíssimo custo da gasolina .
Por interessante casualidade, nesse tempo faltaram quatro cavalos num jogo do Grupo!!!!!...Só levaram os cavalos, todas as restantes peças estavam na respectiva caixa!
Não acredito que os roubaram por fazerem falta em qualquer jogo domestico ... Algum motivo, verdadeiramente inimaginável, produzia uma profunda sombra, encobrindo a razão para tal facto….
Escrito em - 06-Jul-2009
Versão Integral

Memória de um sábado

Não é muito comum na nossa sala, apesar de ao longo dos anos, os Sábados de tarde serem o ponto de encontro de muitos associados para épicas batalhas de rápidas, ou trocas de impressões sobre as actualidades xadrezísticas nacionais ou internacionais, talvez só as fotos sépia dos anos 50, 60, nos façam recordar o que aconteceu na nossa sala no pretérito dia 10 de Fevereiro. E foi só isto…mais de 50 pessoas entre jogadores e espectadores amantes de xadrez …!
Escrito em - 10-Fev-2007
Ver versão completa

Medalhas com Arte

Mais uma pequena mostra do riquíssimo património do Grupo de Xadrez do Porto. Quatro medalhas fantásticas, oferecidas ao Grupo pelo Sócio nº 1, Augusto Faria.
Escrito em - 22-Mai-2006
1952 1955 1956 1966

Jacinto Alvez "O Amizade"

Tinha alguma ideia dele da sala de xadrez do GXP no Café Palladium, mas foi a partir de 1976 e nos anos 80 que comecei a conhecer melhor e a apreciar esta figura ímpar e curiosa do nosso Clube. Era um bom Homem, directo, franco. Gostava dele! Estatura mediana, esqueleto bem nutrido, forte, olhos vivos, calva farta e luzidia, ressaltava no Jacinto Alves a sua sonora voz, quer na saudação de boa – tarde ou boa – noite, quer sobretudo na saudação individual com que mimoseava os presentes na sala “ Então como está o Amizade?”. ERA a imagem de marca do Jacinto Alves, que se repetia nos diálogos entre partidas informais, ou no fim das oficiais: “ O Amizade tem que estudar mais!” , “ O Amizade estava perdido na abertura” , “ O Amizade enganou-me bem!” …
Escrito em - 25-Jan-2005
Ver mais

Símbolo Original

Símbolo do Grupo de Xadrez do Porto, criado por um sócio, em concurso promovido pela direcção em 1954. O prémio do concurso cifrava-se no valor de 50$00 escudos.
Escrito em - 22-Jan-2005
Ver foto

Acta de Fundação

A primeira acta da direcção do Grupo de Xadrez do Porto, redigida em 6 de Maio de 1945, provavelmente numa mesa do café Monumental.
Escrito em - 20-Jan-2005
Ver foto